sexta-feira, dezembro 11

natal em natal




Essa é a vez
Do papai noel tropical
Barrigudo de cerveja
E curtido de sal

Montado num jegue
- habitando pijamas -
Flerta com quem o segue

Masca chicletes
Fuma cigarros
Não atura pivetes

Sujeito legal
Meio anormal
Só dá presentes
No sábado de carnaval.





[Escrevi em Natal-RN/Cruzília-MG # 1981/2009]

19 comentários:

  1. Esse Papai Noel é dos meus. Gostei
    Abração

    ResponderExcluir
  2. Taí, esse Papai Noel sabe das coisas...
    Vou escrever uma cartinha pra esse Papai Noel passar pelo Rio.
    Adorei!!! D+ . Só você mesmo.
    Um beijo

    E.T. Para ser politicamente correta(sem clichê): o Ministério da Saúde adverte: "fumar faz mal à saúde".[rsrsrsrsrs]Sorry. [rs]

    ResponderExcluir
  3. Errata :
    "Para ser politicamente correta,(sem clichê)o Ministério da Sáude adverte: "fumar faz mal à saúde".[rs]
    Complementando:
    Se esse Papai Noel conseguir fazer a cabeça dos pivetes do Rio, a nos deixar em paz quando paramos nos sinais de trânsito, a população agradece.
    bjs

    ResponderExcluir
  4. É dos nossos, Wanderley!
    Valeu a presença. Um abração!

    ResponderExcluir
  5. Oi Lau!
    Com ou sem clichê esse papai noel atende todas as cartinhas sem nehum preconceito... rsrs
    Embora, no tocante à 'paz no semáforo' o caminho para a solução dependa de uma profuda reeducação de valores éticos, sociais e educacionais.
    Grato pelos comentários. Um beijo!

    ResponderExcluir
  6. Hi, Amigo Dalton França
    Nosso papai noel tropical é super moderno e atual, so´não gostei de uma coisa o presente demora muito.Deve ser porque ele não é normal!
    Ótimo!
    Um abraço e excelente fim de semana!

    ResponderExcluir
  7. Oi Zilda! Muitas vezes os presentes carnavalescos são mais interessantes.
    Diria que, antes de moderno, o tipo é folgado! [rsrs]
    Um ótimo domingo para você e sua família. Um beijo!

    ResponderExcluir
  8. Meu bom amigo só no sábado de carnaval?
    Até lá então fiquemos com o noel normal.
    Um abraço meu amigo tudo de bom grato por seus sábios pareceres no meu blog.

    ResponderExcluir
  9. Como diz a campanha: "Ser diferente é normal." Até lá, então, o 'papai noel normal' vai negociando os presentes, e tomando muitas cervejas, e fumando muitos cigarros e flertando em muitas direções... [rsrs]
    Antonio, viajar com seus poemas - além de um grande prazer - é um privilégio.
    Um abração, poeta!

    ResponderExcluir
  10. Esse Pai Natal barrigudo pela cerveja, não entra em nenhuma chaminé...agora já sei porque é que ele só dá presentes no Carnaval...Claro! Com o samba e outras coisas mais, ele já emagreceu, então escorrega pela chaminé...cuidado não caia algum desses no prato de sopa.
    Beijocas
    Graça

    ResponderExcluir
  11. POXA PROFESSOR,ACABOU COM O PAPAI NOEL NORDESTINO!!!!TRANSFORMOU-O NUM VICIADO!Tadinho
    Preconceito faz mal a saúde!!!!!!!!!!!!!!!!Eles também são uns fofos e fazem a alegia da criançada.Beijo no coração.

    ResponderExcluir
  12. Também hoje, numa festa
    De "criançada"pequena
    Entreguei muitos presentes
    Uns frios! outros mais quentes
    No Natal há este "lema"

    "Lema" porque não concordo
    Dar presente, só por dar
    Mas não quis dizer que não
    Entreguei com o coração
    Á "criançada" a pular

    Mas antes contei a história
    Do Nicolau "Pai Natal"
    Que aí é Papai Noel
    Diferente de aqui em Turquel
    Mas com sentido igual

    Duas horas a animar
    Mas que eu gosto de fazer
    Ver olhitos a brilhar
    E comigo a cantar
    Dá mais força de viver

    Vou-me embora "depressinha"
    Que já estou a maçar
    Aqui a falar de mim
    Com tanta coisa p´rá aí
    E eu a "monopolizar"

    Não esqueça os signos!...Já sei!....”Não esqueça o Blog!........"(rsrsrsrs)
    (Usando uma expressão muito vossa)claro que estou brncando.
    Áurea

    BJO
    Áurea

    ResponderExcluir
  13. Bem pensado Graça. Sabe que eu não havia visto por esse ângulo.
    Acrescento que aqui no nosso carnaval só não pode é cair no asfalto... [rsrs]
    Valeu a observação. Um beijão!

    ResponderExcluir
  14. Não é preconceito não, Zilda. É poesia!
    Podemos encontrar o dito cujo não só no Nordeste. Aqui na cidade vizinha de Caxambu (famosa por suas águas mineirais terapêuticas e por ter hospedado a Princesa Isabel) eu conheço um que poderia perfeitamente ter sido minha inspiração. E ele é mineiro da gema, uai... [rsrs]
    Grato pela visita. Um beijo!

    ResponderExcluir
  15. Amiga Áurea - além de poesia pura - em seus comentários é possível perceber quanto é apurada a sua memória. Também, para uma contadora de histórias...
    Que Papai Nicolau presenteie você e sua família com o espírito da renovação e a benção da harmonia! Um beijo!

    ResponderExcluir
  16. Muito obrigado Dalton! Mas não mereço tanto.
    BJO

    ResponderExcluir
  17. Por nada, Áurea. Nós todos merecemos sim!
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  18. Salve!
    Muito obrigada pela visita e por seu comentário. Hoje a conexão está dando uma colher de chá, , estou conseguindo abrir alguns blogs menos carregado e deixar o meu profundo agradecimento - é muito bom poder contar com você. Aos pouquinhos eu vou dando conta de tantos amigos, de tantos comentários e de tantas leituras interessantes que aparece. Divulgar esse imenso país com suas belezas naturais e multiplicidades culturais é a minha verdadeira intenção, afinal ninguém pode amar aquilo que não conhece, não é verdade ? Eu me apaixonei pelo Brasil aos 12 anos de idade quando li Ariano Suassuna em "O Auto da Compadecida" - Chicó foi o meu primeiro amor..Penso que falta ao povo brasileiro é esse sentimento de pertencimento, de vontade de preservar o seu espaço lutando por um mundo cada vez melhor. Vemos tantas coisas na TV, escandalos de dinheiro em cueca, em bolsas, em malas e até na meia. Se essa raça de políticos amassem o Brasil e seu povo, isso não aconteceria. Com certeza que não. Porque eles só estão pensando neles próprios, dane-se quem vem atrás : farinha pouca, meu pirão primeiro, é o pensamento de quem não tem esse sentimento de pertencimento por uma nação tão linda, tão especial. Sim, porque aqui ainda é o melhor lugar para se morar. Por isso faço questão de divulgar a nossa cultura, o nosso povo, quem sabe um dia a ficha cai...Pode até ser uma ideologia, mas acredito que o melhor caminho seja a educação, o conhecimento.
    Só sei que a coisa me parece estar dando certo, porque até já andei conhecendo alguns blogs iguais aos meus, a cópia é tão grande que até o layout e o corpo de letras são iguais - assim ninguém merece...
    Que a Paz e o Bem estejam sempre com você e mais uma vez muito obrigada pelo seu carinho para com o meu trabalho.
    Um grande abraço,
    Silvana Nunes.'.
    Saudações Florestais !
    FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER...
    http://www.silnunesprof.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Silvana, seu trabalho - além de muito bonito - é didático, cultural, competente e coerente com a sua proposta.
    Concordo plenamente com você quanto à ausência de brasilidade que vem se acentuando em todos os cenários e em todas as faixas etárias.
    Grato pela visita. Um abraço!

    ResponderExcluir